NOTÍCIAS

JMM COMPLETA 113 ANOS

JMM COMPLETA 113 ANOS

Uma grande festa está sendo preparada para comemorar os 113 anos de Missões Mundiais. Será uma programação online, transmitida no dia 27 de junho pelo www.youtube.com/canaljmm a partir das 19h. Nas redes sociais o pastor João Marcos Barreto Soares, diretor executivo da JMM, incentiva  pastores, missionários, promotores voluntários de missões e mobilizadores a convidarem toda a igreja para celebrar a data. Afinal, todos fazemos parte de Missões Mundiais e, portanto, este aniversário também é de cada cristão que, de alguma forma, atende ao chamado de Deus.


Em um momento em que muitas igrejas ainda permanecem com atividades presenciais suspensa, Missões Mundiais preferiu manter uma programação online, dando a chance de todos, de cada canto do planeta, participarem. As comemorações começaram bem antes nas redes sociais. Jovens, adultos e idosos estão publicando vídeos no Instagram usando #JMMfaz113. Os mais criativos serão exibidos na noite de celebração, que promete grandes surpresas.


Líderes das Convenções Estaduais e pastores de todo o Brasil estão convidando seus seguidores nas redes sociais e igrejas para a festa. Não marque nada para este dia! Compartilhe o convite com a sua igreja e, no dia 27 de junho, prepare-se para estarmos juntos. 

História

Desde o início de sua história, os batistas brasileiros já tinham missões em sua mente e coração, não somente para alcançar este imenso Brasil como o mundo inteiro. Foi durante a primeira Assembleia da Convenção Batista Brasileira, realizada entre os dias 22 e 27 de junho de 1907, na cidade de Salvador, Bahia, que após a aprovação da Constituição Provisória, no dia 24, houve a decisão de criar a Junta de Missões Domésticas e a Junta de Missões Estrangeiras, que hoje todos nós conhecemos como Junta de Missões Nacionais e Junta de Missões Mundiais.  Assim, há 113 anos, a Convenção Batista Brasileira começava a cumprir o que estava escrito no artigo segundo desta Constituição, que diz: “O fim desta organização é promover missões domésticas e estrangeiras, e tudo mais que direta e indiretamente tenha relação com o reino de nosso Senhor Jesus Cristo”.


Desde então, nós, batistas brasileiros, seguimos trabalhando pela salvação dos povos no Brasil e no mundo!

“Por isso, orai ao Senhor da seara e pedi que Ele mande mais trabalhadores para a sua colheita.” (Mateus 9.38)

Um dos mais antigos missionários de Missões Mundiais, hoje missionário mobilizador no Rio de Janeiro, o pastor Antonio Galvão conhece como ninguém a história de Missões Mundiais. Acompanhe seu relato: 

“Embora os batistas brasileiros tenham apoiado durante um período curtíssimo um pastor chileno, que veio ao Brasil estudar no Seminário do Sul de 1911 a 1914, na verdade ele não foi considerado nosso obreiro, porque a ajuda era dada pela Junta de Richmond (EUA) através dos missionários aqui no Brasil. O que aconteceu foi que, a pedido dos Batistas do Sul dos Estados Unidos, o missionário  William Buck Bagby foi enviado ao Chile em 1908 para organizar a União Batista de Igrejas Chilenas, com as 22 igrejas batistas que haviam sido organizadas no Chile por missionários da Aliança Evangélica Missionária, que atuava no Chile e tinha entre seus missionários vários missionários dos batistas que tinham ido para o Chile com esta agência interdenominacional.  

Nosso primeiro campo registrado nos anais da CBB foi aberto em agosto de 1911 e foi Portugal, com o envio do primeiro casal de missionários, Pr. João Jorge de Oliveira e Prelidiana Frias de Oliveira.  

Portugal foi sempre considerado como primeiro campo dos Batistas do Brasil. A Bolívia foi o segundo, em 1946; o Paraguai foi o terceiro, em 1964; e Moçambique foi o quarto, em 1971. Esta é a história dos primeiros 60 anos dos batistas brasileiros fazendo missões”.

 

 

por Marcia Pinheiro - jmm