BLOG

NA GARUPA DE UMA BALEIA

NA GARUPA DE UMA BALEIA

A dor é muito mais pedagógica do que a alegria. Não fosse assim, Jonas, o profeta, teria passado três dias na garupa de uma baleia, navegando e turistando pelo mar do Caribe, totalmente a vontade, ao invés de ficar três dias e três noites no ventre de um animal.

Mas, como já foi dito, a dor e muito mais pedagógica do que a alegria. Por isso não foi na garupa de uma baleia, mas no ventre escuro e fétido da mesma, que Jonas, assolado por uma circunstância indesejada, aprendeu preciosas e definitivas lições.

A dor, portanto, muitas vezes cumpre o seu papel de consultora para o melhor viver, nos tornando pessoas mais maduras e conscientes diante da vida.

Está se sentindo como Jonas no ventre da baleia? As dificuldades são grandes? As dores também? Busque a Deus, se apegue a Ele, e com a ajuda dEle saia do ventre da baleia melhor do que entrou.

Nem sempre grandes oportunidades se apresentam com cara de oportunidades. Mas portas que se fecham são portas que se abrem, se abertas ou fechadas por Deus.

Descanse nEle. Isso vai passar.

 

 

Glenio Cabral