BLOG

JESUS E AS DENOMINAÇÕES

JESUS E AS DENOMINAÇÕES

No capítulo nove do evangelho de Lucas, Jesus se depara com a primeira crise denominacional da história do cristianismo.

Seus discípulos fizeram queixas sobre um homem que expulsava demônios em nome de Cristo, mas que não fazia parte do círculo apostólico.

“ Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em nome do senhor, mas nós o proibimos, porque não é do nosso grupo.” ( Lucas 09:49 )

Então, pra surpresa dos discípulos, Jesus responde enfaticamente:

“Não o proíbam, pois quem não é contra vocês é a favor de vocês” ( Lucas 9:50 )

Ao dizer “quem não é contra vocês é a favor de vocês” Cristo deu legitimidade a outros grupos que não faziam parte do seu “grupo de apóstolos”, mas que compartilhavam da mesma fé e esperança.

Em outras palavras, Ele declarou que o que de fato importa não é o grupo a que se pertence, mas a mensagem que se prega e em nome de quem se prega.

Apesar de alguns problemas causados pelas denominações, dou graças a Deus pela existência delas. Sei de pessoas que jamais fariam parte de uma igreja Batista, mas que se sentem à vontade numa igreja da Assembléia de Deus. E vice-versa também.

Isso mostra que as denominações cumprem uma importante missão, que é atrair para o mesmo Cristo pessoas com perfis totalmente diferentes.

Há problemas entre as denominações cristãs? Claro! Lidar com as diferenças nunca foi uma tarefa fácil. Mas é no tratar de cada uma delas que o cristão vivencia o amor ao próximo, a tolerância e a verdadeira união.

Afinal, união entre iguais não é união, é conveniência. Mas união em meio ás diferenças é o corpo de Cristo em seu maior esplendor.

 

Por Glenio Cabral