Últimas notícias
30 Dias de Oração pela Família: Dia 7 - Revendo nossos propósitos
FAMÍLIAS VITORIOSAS DIANTE DAS TEMPESTADES DA VIDA
 
 
“Soprando o vento sul de forma amena, e supondo eles terem alcançado o que desejavam, levantaram âncoras e foram costeando Creta bem de perto.” (At 27.13)
 
 
Toda viagem exige o mínimo de segurança. Para isso, é necessário obedecer à sinalização. Porém, em nossa caminhada, muitas vezes somos enganados por nossos ideais, nossas inofensivas vontades pessoais que estão distantes dos reais planos do Eterno Deus.
 
 
O texto de Atos declara que o vento sul soprou “de forma amena”, e por isso os marinheiros não foram capazes de perceber o perigo iminente. Nesse ponto é que o cenário da viagem muda radicalmente. O que era uma brisa suave se transforma em um vendaval. Assim acontece com alguns pais, que descuidam da realidade a sua volta, confiantes em si mesmos, em suas posses, conquistas materiais, vaidade pessoal e tempo de igreja. Prosseguem sem perceber os sinais, sem notar que seus filhos estão gemendo, sofrendo ao seu lado.
 
 
 
 
A bordo do “barco família”, talvez nossa família seja como aquele navio de Alexandria, cheio de suposta segurança. Nossas casas estão cada vez mais equipadas, nossos filhos têm quase tudo que desejam – escolas particulares de excelência, celulares de última geração, quartos equipados, ótimas mesadas. Muitos de nós têm carro, acesso à internet. Pagamos os melhores cursos preparatórios, oferecemos o melhor que podemos, e muitas vezes até o que não podemos. Muitos filhos desfrutam de regalias que a maioria de nós, pais, nunca usufruiu. Contudo, a realidade é que, na prática, não dedicamos a atenção devida a eles. O verdadeiro e mais significativo investimento é apresentar a pessoa de Jesus Cristo a nossos filhos.
 
 
Acreditar que nossa família é um barco excelente nos faz ser ingênuos, pois ele pode estar prestes a afundar. Por isso, é importante sermos pais atentos, corajosos e decididos o suficiente para voltarmos aos princípios bíblicos que sustentam o nosso “barco família”.
 
Notícias Anteriores