BLOG

Para que sejam um

Para que sejam um

No final do ministério terrestre de Jesus, em um texto registrado nas Escrituras Sagradas em João 17, o nosso mestre faz uma oração por todos os seus discípulos e também por nós, que haveríamos de crer. Com palavras intensas de amor e comunhão, nós somos apresentados a Deus, pelo próprio Deus Filho, como pessoas que precisariam do cuidado, do consolo, da proteção, da intervenção divina e do grande amor de Deus.

 

Neste texto de João, evidenciamos de uma forma muita clara a presença da Trindade, da existência de um Deus Pai, Deus Filho e Deus Espirito Santo, que se revela para nós em três, mesmo sendo um.

 

As palavras preciosas de Jesus, nesta oração final, antes de sua morte, demonstram o grande amor e cuidado para com os seus. Ele sabia que em pouco tempo, ia tornar-se o cordeiro sacrificial definitivo de Deus, para tirar os pecados do mundo. Neste momento Jesus oferece a cada um de nós uma inspiração especial “para que todos sejam um...” 

 

O que fazer com estas palavras?

 

Para que sejam um, nos traz grandes ensinamentos: Cristo oferece a cada um de nós a glória que lhe foi  concedida pelo próprio Deus, que coisa maravilhosa, viver com a glória ofertada pelo Senhor Jesus! Com esse entendimento de graça e poder em nós, testificaremos deste grande amor e buscaremos viver em união entre irmãos, para que o nome de Cristo seja exaltado entre todas as nações. Ele mesmo, Jesus, arregimentou homens comuns para viverem em sua glória, aprendendo a servir uns aos outros em amor.

 

O Mestre pede que conheçam e vivem a unidade, não qualquer unidade, mas pede ao Pai que eles, os discípulos de ontem e hoje, tenham o mesmo nível de relacionamento como Ele tem na Trindade.

 

Somos desafiados aqui a viver uma vida com propósitos nos relacionamentos humanos, cumprindo o ide de Jesus, de fazer discípulos e viver em comunhão e unidade, para a Gloria de Deus Pai. Vamos juntos servir ao Reis dos Reis, para que todos sejam um?

 

No grande amor de Cristo,

 

Pr. Sávio